AUTHEMAN – LE FILET DE SAINT-PIERRE

15.00

Argumento e desenhos de Jean-Pierre Autheman.

Jean-Pierre Autheman faz a sua estreia na BD em 1972 com a auto-edição Mémoires d’un Gardien de Phare. Nos anos seguintes, concentra-se em peças curtas para as revistas Charlie Mensuel e Eco des Savanes, antes de criar a sua própria série, Condor. Autheman entrega a obra a Dominique Rousseau, mais tarde, continuando a escrever os argumentos. No início de 1980, cria Les Sirenes de Balarin para a Glénat e Les Déserteurs para a Pilote. Após várias histórias curtas, Autheman assume a série Vic Valence para a Circus, em 1985. É o argumentista da história sobre a Idade Média Le Voyage du Bateleur com desenho de Jean-Paul Dethorey, que é publicada na Vecu. Anos mais tarde, colabora novamente com Dethorey, quando escreve La Passage de Vénus para a Dupuis. Desde os anos noventa, Autheman dedica-se ao erotismo com os álbuns Le Filet de Saint-Pierre (1992), Place des Hommes (1993) e Exotissimo (1997), entre outros. Ao mesmo tempo, desenha gags eróticos para L’echo des Savanes. Em 1999, Autheman torna-se um colaborador regular de Fluide Glacial com a série Zip Zap.

Un jour d’Octobre 1987, un des patrons des services secrets français contact Morin, dit l’Amiral, pour lui confier une délicate mission. La curiosité de l’Amiral va l’amener à en savoir plus. La vie monotone d’une bande de septuagénaires provençaux va alors basculer dans une incroyable aventure où tout peut arriver. Sauf bien sûr ce qui a été prévu par la DGSE…

Original em Francês, edição de 1992.
170 páginas a preto e branco, capa mole, formato 155 x 230 mm.
Pode apresentar marcas da passagem do tempo.

9 em stock

Descrição

Argumento e desenhos de Jean-Pierre Autheman.

Jean-Pierre Autheman faz a sua estreia na BD em 1972 com a auto-edição Mémoires d’un Gardien de Phare. Nos anos seguintes, concentra-se em peças curtas para as revistas Charlie Mensuel e Eco des Savanes, antes de criar a sua própria série, Condor. Autheman entrega a obra a Dominique Rousseau, mais tarde, continuando a escrever os argumentos. No início de 1980, cria Les Sirenes de Balarin para a Glénat e Les Déserteurs para a Pilote. Após várias histórias curtas, Autheman assume a série Vic Valence para a Circus, em 1985. É o argumentista da história sobre a Idade Média Le Voyage du Bateleur com desenho de Jean-Paul Dethorey, que é publicada na Vecu. Anos mais tarde, colabora novamente com Dethorey, quando escreve La Passage de Vénus para a Dupuis. Desde os anos noventa, Autheman dedica-se ao erotismo com os álbuns Le Filet de Saint-Pierre (1992), Place des Hommes (1993) e Exotissimo (1997), entre outros. Ao mesmo tempo, desenha gags eróticos para L’echo des Savanes. Em 1999, Autheman torna-se um colaborador regular de Fluide Glacial com a série Zip Zap.

Un jour d’Octobre 1987, un des patrons des services secrets français contact Morin, dit l’Amiral, pour lui confier une délicate mission. La curiosité de l’Amiral va l’amener à en savoir plus. La vie monotone d’une bande de septuagénaires provençaux va alors basculer dans une incroyable aventure où tout peut arriver. Sauf bien sûr ce qui a été prévu par la DGSE…

Original em Francês, edição de 1992.
170 páginas a preto e branco, capa mole, formato 155 x 230 mm.
Pode apresentar marcas da passagem do tempo.

Informação adicional

Peso 0.400 kg

Avaliações

Ainda não existem avaliações.

Seja o primeiro a avaliar “AUTHEMAN – LE FILET DE SAINT-PIERRE”

O seu endereço de email não será publicado.